Categoria: Psicanálise e Arte

Psicanálise e Arte em Sessão – Filme Coringa

Psicanálise e Arte em Sessão

Local: Livraria Cultura – Shopping RioMar
Data: 31 de janeiro 2020 – 19h
Hora: 19h00

CORINGA
Filme de Todd Phillips

Comentários

César Barreira – Coordenador Colégio de Estudos Avançados da UFC
Rosane Müller – Analista didata SPFOR e Professora UNIFOR

Entrada Franca
Contato: 3264 7709

Sinopse CORINGA
Por Rosane Müller

O filme Coringa (Joker, Estados Unidos, 2019) conta a história da transformação de Arthur Fleck, empregado como palhaço e aspirante a comediante, no vilão mestre do caos, arqui-inimigo de Batman e de como esses dois personagens se construíram vítimas, na ficção dos quadrinhos, de situações traumáticas. Arthur tem distúrbios psiquiátricos, é de uma fragilidade emocional contundente, que se vê no seu corpo magérrimo e encurvado. É uma figura que vive em torno do riso, quer fazer rir. Ele mesmo tem uma risada incontinente como um dos sintomas, risada jorro perturbador, macabro, enigmático em uma figura com verve de artista. Arthur é abusado, escarnecido e violentado, justamente, por sua fragilidade e desamparo. Mas, eis que um dia os medicamentos fornecidos pelo estado são suspensos e sem seus medicamentos, ele acaba por ir em busca de sua verdade, da verdade de sua história. Esta, de certo modo, o cura, à medida que lhe permite existir.

Psicanálise e Arte em Sessão | O retrato de Dorian Gray

Psicanálise e Arte em Sessão

Local: Livraria Cultura – Shopping RioMar
Data: 29 de novembro de 2019 – 19h
Hora: 19h00

O retrato de Dorian Gray
Oscar Wilde

Comentários

Fernanda Coutinho | Professora de Teoria da Literatura da UFC
Walmy Silveira | Psicanalista da SPFOR

Entrada Franca
Contato: 3264 7709

SINOPSE

 

No romance um pintor faz um retrato de um belo jovem, Dorian Gray que se apaixona pela pintura e a esconde num porão onde passa a contemplá-la frequentemente. Ele observa que enquanto o retrato segue deteriorando a pessoa do retratado se conserva bela e sempre jovem. Uma versão do mito de Narciso pela qual idealizadamente a juventude e a beleza de cada um jamais pereceriam, num acordo com a ilusão de onipotência e autossuficiência através da qual o indivíduo careceria da interação, contribuições e amor do outro. O estudo do romance pode ensejar reflexões sobre essa importante característica humana o narcisismo, que através dos tempos sobretudo em nossa sociedade atual se manifesta em diferentes facetas.

Psicanálise e Arte em Sessão | 25.10.2019

Psicanálise e Arte em Sessão

Local: Livraria Cultura Shopping Varanda Mall
Data: 25 de outubro de 2019
Hora: 19h00

MOULIN ROUGE
romance de PIERRE LA MURE

Comentários

Pedro Boaventura | Professor de História da arte Unifor
Maria José de Andrade Souza | Psicanalista da Spfor

Entrada Franca
Contato: 3264 7709

Sinopse
O romance descreve o movimento pós- impressionista final século dezenove com os principais artistas como Cézanne, Degas, Van Gogh, Monet e outros, focalizando Henri Toulouse-Lautrec e sua peculiar trajetória pessoal e artística. A casa de espetáculos Moulin rouge é palco da boêmia de Paris da Belle époque com suas alegrias, dramas e charme. Toulouse-Lautrec é seu famoso cronista.

Psicanálise e Arte em Sessão – Filme: Um homem de Sorte

Psicanálise e Arte em Sessão

Local: Livraria Cultura Shopping Varanda Mall
Data: 30 de agosto de 2019
Hora: 19h00

Um homem de Sorte
Filme de  Bille August

Comentários

Galdino Freitas Jr. – Diretor de Marketing da Associação Cearense de Cinema
Erbon Araújo – Médico cirurgião e psicanalista

Entrada Franca
Contato: 3264 7709

SINOPSE

O filme “Um Homem de Sorte”, baseado no livro “Lykke-Per”, agraciado pelo Nobel de Literatura em 1917 do escritor Henrik Pontoppidan, é um drama de época ambientado na Dinamarca do fim do século 19.
Dirigido por Bille August, com 2 horas e 47 minutos, o filme conta a história de Peter Andreas Sidenius (Esben Smed).
O Jovem Peter nasceu numa família cristã protestante de costumes rígidos e avessa às mudanças que à época se consolidavam. Ao ser admitido em uma faculdade de ciências e tecnologia, Peter rompe com a família e suas raízes religiosas abandonando-as seguindo para Copenhague a fim de tentar a sorte.
Determinação, inteligência e talento são características marcantes do personagem que permitem que ele desenvolva um arrojado e revolucionário projeto na área de produção de energia e desperte a simpatia de pessoas influentes da sociedade. Todavia, o orgulho juntamente com outros aspectos da sua personalidade torna-se forte empecilho para o seu progresso pessoal e profissional.
Além de ressaltar a importância dos valores para se conviver em sociedade, o filme “Um homem de sorte” suscita questionamentos em torno do ponto de inflexão onde um homem de talento e de futuro promissor muda sua trajetória de ascensão para uma direção contrária de decadência e ruína.

 

Psicanálise e Arte em Sessão – Filme Relatos Selvagens

Psicanálise e Arte em Sessão

Local: Livraria Cultura Shopping Varanda Mall
Data: 28 de junho de 2019
Hora: 19h00

Relatos Selvagens
Filme de Damián Szifron

Comentários
Régis Frota | Cineasta
Lourdes Negreiros | Psicanalista SPFOR

Entrada Franca
Contato: 3264 7709

Sinopse

O filme do argentino Damián Szifrón é composto, de seis  episódios independentes, mas que se entrelaçam  tematicamente, costurando uma série de reflexões sobre a agressividade e apontando a  tênue separação entre o humano e o selvagem. Uma obra sobre o ódio  em situações extremas, o longa investiga com acidez   e  humor negro a atual sociedade que construímos e alguns de seus mais profundos vícios e angústias. Vingança, frustração,violência, mágoa, traição e sede de poder, permeiam o funcionamento dos personagens denunciando   que em situações limite a agressividade pose ser atuada de forma selvagem.
Os relatos selvagens conduzidos por Szifrón fazem com que o espectador seja convidado a transitar entre o humor e a violência dramática e nos  provoca a  pensar sobre o limite frágil que separa a civilização da  barbárie.
Afinal ate onde somos capazes de ir quando confrontados com situações quer nos incitam a perder o controle?

PROGRAMA ESCUTAR E PENSAR – Tema: Mãe, ontem e hoje

PROGRAMA ESCUTAR E PENSAR

Tema: Mãe, ontem e hoje
Apresentação: Maria Livia Marchon

Data: 09 de maio  de 2019
Horário: 14h às 15h
Rádio Universitária FM 107.9
www.radiouniversitariafm.com.br

CONVIDADAS

DENISE TELES RODRIGUES
Psicóloga e especialista em Psicoterapia Psicanalítica pela Escola de Psicoterapia Psicanalítica de Fortaleza – EPPF

LINA SCHLACHTER CASTRO
Doutora em Psicologia Clínica pela University of Tennessee e mestre em Teoria Psicanalítica pela UFRJ

Participe do Programa
Telefone: 3366.7474

Psicanálise e Arte em Sessão – Exposição Raiz Ai Weiwei

Psicanálise e Arte em Sessão

Local: Livraria Cultura Shopping Varanda Mall
Data: 31 de maio de 2019
Hora: 19h00

Exposição Raiz

Ai Weiwei
Curadoria: Marcello Dantas

Comentários

Ana Valeska Maia | professora de História da Arte
Petrônio Magalhães | psiquiatra e psicanalista SPFOR

Entrada Franca
Contato: 3264 7709

Desde Freud, sobretudo a partir do texto sobre o Moisés de Michelangelo, as inquietudes entre arte e psicanálise reverberam. Nesse sentido, foi o incômodo acerca da recorrente apropriação histórica que psicanalistas fizeram da arte, buscando alcançar uma adaptação, um determinado tipo de uso, – que a arte servisse como ilustração ou encaixe para a teoria psicanalítica, que despertou o nosso interesse de problematizar, neste trabalho, nem obra nem artista, mas o espectador confrontado. Ora, uma exposição de arte contemporânea é um campo de potencialidades, de aberturas, que demandam dos espectadores a saída de um lugar passivo, comodamente introjetado como norma. A ativação dessa zona de potência, que é também desestabilizadora de certezas, se deu na exposição Raiz, do artista Ai Weiwei, curada por Marcello Dantas. As conexões propostas por Ai Weiwei entre produção de arte, transformações coletivas, tensões políticas e crises emergenciais, fomentaram a semeadura das questões psicanalíticas que compartilharemos com o público, no próximo Psicanálise e Arte em Sessão.

Por Ana Valeska

Psicanálise e Arte em Sessão – A infância de um chefe

Psicanálise e Arte em Sessão

Local: Livraria Cultura Shopping Varanda Mall
Data: 26 de abril de 2019
Hora: 19h00

A infância de um chefe
Cap.do livro O Muro de Jean-Paul Sartre

Comentários

Atilio Bergamini | Doutor em Literatura Brasileira pela UFRGS, professor de Literatura do Curso de Letras e do Programa de pós-graduação em Letras da Universidade Federal do Ceará

Valton de Miranda Leitão | psicanalista didata SPFOR

Entrada Franca
Contato: 3264 7709

 

Psicanálise e Arte em Sessão

Psicanálise e Arte em Sessão

Local: Livraria Cultura Shopping Varanda Mall
Data: 22 de março de 2019
Hora: 19h00

La Luna – Filme de Bernardo Bertolucci 

Comentários

Alder Teixeira | professor de História da arte, Estética do cinema, Filosofia da arte e Teoria da literatura UECE, Doutor em Artes Escola Belas artes UFMG

Rosane Müller |psicanalista SPFOR e professora de psicologia da Unifor

Entrada Franca
Contato: 3264 7709

SINOPSE E DETALHES

Recentemente viúva, a grande estrela de ópera americana Caterina (Jill Clayburgh) viaja com seu filho adolescente em turnê para a Itália. Absorvida em seu trabalho, ela fica chocada quando descobre que seu filho se tornou um jovem solitário e problemático, viciado em heroína. Suas tentativas desesperadas de salvá-lo das drogas transforma-se numa relação incestuosa, mas também cria a possibilidade de apresentá-lo a seu pai biológico.

Psicanálise e Arte em Sessão – Fevereiro

Psicanálise e Arte em Sessão

Local: Livraria Cultura Shopping Varanda Mall
Data: 22 de fevereiro de 2019

Hora: 19h00

Conto Angústia de Anton Tchekhov

Comentários

Álvaro Madeiro | Pediatra e docente da UFC
Mônica Bastos | Psicanalista didata SPFOR.

Entrada Franca
Contato: 3264 7709

SINOPSE

CLIQUE E BAIXE O CONTO ANGÚSTIA

A SPFOR, através do ‘Psicanálise & Arte em sessão’ em parceria com a Livraria Cultura, traz para todos, mais um evento!

Trata-se de um antigo Conto de Anton Tchekhov, denominado ‘Angústia’. O conto ressalta o sofrimento e a solidão de um homem, que perdera o filho naquela ocasião. Este homem, Yona Potapov, trabalhava como cocheiro, numa noite de rigoroso inverno, onde a neve encobria a paisagem. No transporte de cada grupo de passageiros, tentava comunicar sua perda, precisava falar da dor do luto que sentia. Nada conseguia diante de sua tentativa, pois não havia ouvidos para isso, apenas impaciência e xingamentos recebia. Desta forma sua angústia aumentava a cada vez que iniciava o relato do fato acontecido e nada repercutia para aquelas pessoas, apressadas que estavam de serem transportadas com rapidez e eficiência. Até que ele, no anseio de ser escutado, resolve contar o fato para um ouvinte inusitado.

A psicanálise se une à literatura mais uma vez para colocar em pauta as questões humanas, que apontam para um sofrimento, para um pedido de ajuda.

Neste dia 22 de Fevereiro de 2019, séculos depois, às 19h, vamos falar de algo atual, que se passa nas relações do mundo das comunicações rápidas e efêmeras.

Convidamos você a participar, a nos contemplar com sua presença, não virtual, a este evento que consideramos importante para pensarmos as relações de hoje em dia.

 

 

Psicanálise e Arte em Sessão on-line

No dia 25/09, Dra. Maria José de Andrade Souza (membro SPFOR) recebe Lina Schlachter e Luciana Vieira em live no Youtube …

E A CRIANÇA DESCOBRIU QUE A DOR NA ALMA É MAIS PERENE QUE A DOR NO CORPO.

Lourdes Negreiros Membro efetivo da Sociedade Psicanalítica de Fortaleza Coordenadora do Nupia Núcleo de Psicanálise da …

Clínica Social

A Clínica Social da SPFOR, informa a sua reabertura no dia 01 de Julho de 2020. Quem desejar atendimento em psicanálise …