Programa Escutar e Pensar

Apresentado na Rádio Universitária FM 107.9

Sexta 14h às 15h
Rádio Universitária FM 107.9

Produção: Maria Lívia Marchon
Apresentação: Maria Lívia Marchon

O programa cria uma ponte entre a Psicanálise e outras áreas do conhecimento discutindo temas comuns ao dia a dia de todos, mas que nem sempre são abordados adequadamente. Realizado pelo Núcleo Psicanalítico de Fortaleza (NPF), em parceria com a Sociedade Brasileira de Psicanálise do Rio de Janeiro (SBPRJ) e a Universitária FM.
Desde maio de 2006, o então Núcleo Psicanalítico de Fortaleza, hoje Grupo de Estudos Psicanalíticos de Fortaleza, vem apresentando na Rádio Universitária FM 107.9 o Programa Escutar e Pensar. Este programa foi criado, há vários anos atrás, pela Dra. Sônia Eva Tucherman, da Sociedade Brasileira de Psicanálise do Rio de Janeiro, que o apresenta através da Rádio MEC e que nos autorizou a realizá-lo aqui em Fortaleza também.
Consta ele, aqui, de quatro mensagens semanais, de três minutos cada, que vão ao ar às 13:55 horas, de segunda a quinta-feira, e de um debate de uma hora, às sextas-feiras, das 14:00 às 15:00 horas.
O ouvinte participa, com perguntas e comentários, pelo telefone 3366-7474 e, atualmente, está se iniciando também a participação através do e-mail escutarepensar@gmail.com

A cada semana, através das mensagens e debate, é desenvolvido algum tema que possa trazer para o ouvinte, muitas vezes de bairros bem humildes da cidade, uma contribuição dos conhecimentos psicanalíticos para a sua vida prática. Angústia, timidez, medo, esperança, saúde mental, pânico, função materna e paterna, por exemplo, veem-se abordados, mais de uma vez, por diferentes convidados. Em linguagem simples, sem termos técnicos, procura-se enfatizar para o ouvinte conceitos básicos como o da necessidade de firmeza e não de violência física para com os filhos, e o da importância do cuidado amoroso para com o bebê.

Procura-se também fazer o ouvinte refletir sobre temas culturais, sobre elementos importantes do mundo em que está inserido. E, então, se abordam temas como a importância da Bíblia, dos livros e da pintura, passeia-se pelo mundo virtual do computador aos seus substitutos modernos, visualiza-se o índio e o negro no Brasil, discutem-se realidades como a inclusão, o alcoolismo, o tabagismo, a violência doméstica, urbana, na escola e no trânsito…

Cada debate ou, mais propriamente, conversa, se desenvolve através de perguntas da apresentadora, feitas nos primeiros anos a três convidados e, atualmente, a dois apenas, para que tenham mais tempo para se expressar. Um destes convidados geralmente é um membro do Grupo de Estudos Psicanalíticos de Fortaleza; os demais são psiquiatras, psicólogos, psicoterapeutas, professores da Universidade Federal do Ceará, tanto do Departamento de Psicologia quanto de outros departamentos, e profissionais de áreas diversas, como o Direito, a Educação, a Comunicação Social, a Música e também voluntários de instituições que visam à promoção humana.

As mensagens que aqui vão ao ar de início eram apenas adaptações de textos da Dra. Sônia Eva, mas agora já temos algumas de autoria de membros do GEPFOR como a Dra Regina Esteves, e também da própria apresentadora atual do programa, Maria Livia Marchon. Esta, além de preparar e enviar previamente aos convidados as perguntas que lhes irá fazer, vem também escrevendo reflexões sobre alguns dos temas abordados.

Cartazes sobre os temas semanais vêm sendo feitos desde 2007. Primeiramente eram feitos pela própria apresentadora, impressos e distribuídos em vários locais como hospitais, clínicas e colégios. Atualmente são elaborados pela assistente administrativa Auricélia Aragão Velásquez, sob a orientação da apresentadora, e enviados por e-mail para muitas pessoas, entre elas os convidados que já participaram do programa.

Tereza Mônica Bastos, psicanalista do GEPFOR, foi quem implantou o programa em Fortaleza, em 2006, apresentando-o e coordenando-o, junto com o Dr. Valton de Miranda Leitão, até setembro de 2007. Desta data até hoje, o programa vem sendo produzido e apresentado pela Professora Maria Livia Marchon, que também o coordena, junto com o Dr. Valton e a mesma Mônica, contando com o apoio de Regina Esteves e Lourdes Negreiros, membros do GEPFOR, e Vanda Magalhães Leitão, Doutora em Educação e professora da UFC.

Entre os convidados que são membros do GEPFOR já participaram muitas vezes Roberta Bezerra de Meneses Pinheiro, Roberto Nóbrega Teixeira, Barbosa Coutinho, Regina Esteves, Lourdes Negreiros, Francisco Vale, Erbon Elbsocaierbe de Araujo, Rosane Müller, Sônia Lobo, Marúcia Benevides, Bárbara Facó, Karina Rodrigues. Por motivo de vários compromissos, infelizmente, alguns membros participaram poucas vezes.

Muitas vezes tivemos a presença de psicoterapeutas da Escola de Psicoterapia Psicanalítica de Fortaleza, tais como Marcela Ranier, Fátima Lusanir Rocha,Beatriz Jucá,Iolanda Mendes de Oliveira, Hanna Ávila.

Abrilhantaram nosso programa professores da Universidade Federal do Ceará, tanto do Departamento de Psicologia, como Cássio Adriano Braz Aquino,Antônio Caubi Ribeiro Tupinambá, Maria de Fátima Vieira Severiano, João Ilo Coelho Barbosa,José Célio Freire, Susana Kramer, Orlando Soeiro Cruxen, Gustavo A. Pereira de Moura, Fátima Sena, como também de outros Departamentos, tais como Nonato Lima, Diretor da Rádio Universitária, e Ricardo Jorge, ambos do Departamento de Comunicação Social, Álvaro Madeiro Leite e Almir de Castro Neves Filho, da Pediatria, Ana Frota, da Economia Doméstica, Vanda Magalhães Leitão e Ercília M.Braga de Olinda, Doutoras em Educação da UFC, Linhares Filho, Roberto Pontes, Ana Márcia Alves Siqueira e Stélio Torquato Lima, do Departamento de Literatura.

Pudemos contar com a presença de vários médicos cearenses, como o Mestre em Psiquiatria Luiz Carlos Valente e os psiquiatras Orlando Monteiro, Gilmário Holanda, Raimundo Alonso Batista de Aquino, Fábio Gomes de Matos e Souza, José Alves Gurgel, Sílvia Dummar, e também representantes de outras especialidades, tais como Tales Coelho Sampaio, médico de família e comunidade, Juvêncio Câmara, pneumonologista, Lineu Jucá, angiologista, Aroldo Escudeiro, tanatólogo, Francisco Simão, médico-legista, Dirlene Mafalda Silveira e Aluízio Soares, genicologistas, Ivaldo Miranda Feitosa, otorrino, Túlio Osterne, especialista em terapia da dor.

Do Jornalismo tivemos o Editor Sênior do jornal O Povo Valdemar Menezes. Do campo artístico, pudemos contar, entre outras pessoas, com o cantor, compositor e arquiteto Fausto Nilo, assim como com o artista plástico Bandeira Lima, a jornalista, artista e cantora Marta Aurélia, e dois psiquiatras escritores, Wellington Alves e Weimar Gomes.

Do campo jurídico tivemos a participação de Promotores de Justiça que se destacam também por seu trabalho em prol dos jovens pobres: Marcus Vinícius Amorim Oliveira, Hugo Lucena e Marcelo Pires.

Por seu importante trabalho voluntário de promoção humana das pessoas carentes não poderíamos esquecer Magnólia Almeida, educadora, a Irmã Leônia Lima, alma da Associação Pequeno Mundo, do Padre Andrade, e Airton Barreto, responsável pela existência do Movimento Emaús aqui em Fortaleza.

O programa Escutar e Pensar vem tendo boa receptividade da parte de fortalezenses de bairros variados como Aldeota, Álvaro Weyne, Henrique Jorge, Jardim América, Joaquim Távora, e das mais diversas profissões, tais como médicos, psicólogos, professores universitários, funcionários públicos, jornalistas, costureiras, artesãos, artistas plásticos e manobristas. Sabemos as profissões e os bairros porque muitos ouvintes que telefonam para fazer perguntas ou comentários o informam quando lhes perguntamos. Já houve pessoas ligando de Sobral e Beberibe.

Psicanálise e Arte em Sessão on-line

No dia 25/09, Dra. Maria José de Andrade Souza (membro SPFOR) recebe Lina Schlachter e Luciana Vieira em live no Youtube …

E A CRIANÇA DESCOBRIU QUE A DOR NA ALMA É MAIS PERENE QUE A DOR NO CORPO.

Lourdes Negreiros Membro efetivo da Sociedade Psicanalítica de Fortaleza Coordenadora do Nupia Núcleo de Psicanálise da …

Clínica Social

A Clínica Social da SPFOR, informa a sua reabertura no dia 01 de Julho de 2020. Quem desejar atendimento em psicanálise …